20 março 2008

Aquarela

um menino caminha
e caminhando chega num muro
e ali logo em frente
a esperar pela gente
o futuro está
e o futuro
é uma astronave
que tentamos pilotar
não tem tempo
nem piedade
nem tem hora de chegar
sem pedir licença muda a nossa vida
e depois convida
a rir ou chorar
nesta estrada não nos cabe
conhecer ou ver o que virá
o fim dela ninguém sabe bem ao certo
onde vai dar
vamos todos numa linda passarela
de uma aquarela
que um dia enfim
descolorirá...
...e esta tudo aí mesmo durante todo esse tempo? tudo isso numa música tão simples...que sempre esteve tocando...e eu nunca parei para escutar. dura e crua realidade disfarçada de "música bonitinha"...

4 comentários:

Renata disse...

Verdade... ao menos a melodia da música tem que ser bonita, né?
Que pena que a gente pára pra prestar atenção nos detalhes!
Beijo.

Suzi disse...

sim, um dia descolorirá, mariah, mas o lance de o futuro ser uma astronave que tentamos pilotar, e que não tem tempo nem piedade nem hora de chegar, e mais: que sem pedir licença vem e muda a nossa vida, mas depois vai e nos convida a rir ou chorar... nossa!!! é um lance muito fascinante!!

e a verdade mais doce: "nesta estrada não nos cabe
conhecer ou ver o que virá"

e se o fim dela ninguém sabe bem ao certo onde vai dar, eu acho mesmo um grande barato, porque a vida não teria graça nenhuma se dela já conhecêssemos o fim desde o começo.
saber que um dia, enfim, descolorirá já é até demais!


amo, amo, amo, essa musiquita!!!!
:o)

Eurídice disse...

parece mentira, mas um dia, antes de cometer bloguicídio numa "biroska" passada que tive, escrevi que "a gente sabe que virou adulto quando percebe a tristeza (implícita-explícita) da aquarela de vinícius e toquinho".

welcome to real life, querida!

Ana Luisa disse...

É Mariah, tenho tentado não permitir o discoloramento da aquarela da minha vida. Já percorri um pedacinho da passarela, mas sei que ainda falta muito. À referida astronave, por mais que queira, acho que não tenho controle total..claro que é influenciada por mim, mas definida pelas circunstâncias.

Já ouvi tantas vezes e nunca tinha prestado a atenção devida.

Grande beijo pra vc.