15 fevereiro 2009

No meio da semana alguém me disse: "vá pelo coração e não pela palavra". Talvez fosse esse o empurrãozinho que faltasse....ouvi o chamado de "João" e cá estou...nesta terra desconhecida ao norte...com gente que fala cantando e sorri o tempo todo.

Quantas vezes o mais louco mostra-se o mais sensato. Talvez razão demais também seja uma forma de loucura...quem sabe? Nas partidas e nas chegadas as pessoas se abraçam e se emocionam. É incrível como a distância geográfica pode mexer com os sentimentos das pessoas.

De um dia para o outro. Sem programa, sem aviso, sem razão...quase sem lenço nem documento!

6 comentários:

du disse...

.emoções fornecem todos os tipos de surpresas que a razão jamais poderia prever...

.e estar sozinho em meio a multidão, nova, fresca, desconhecida talvez nos faça repensar caminhos e verdades que vozes conhecidas disvirtuam com suas palavras de bem....

.além disso, há tempo para refrescar idéias, abrir horizontes, concluir ciclos...

.viagens. é. são viagens.

.abraço

Márcia(clarinha) disse...

caminhando a favor do vento....vá!

beijos flor

Julia Porto disse...

Oi Mariah, adoro momentos "sem lenço nem doucmento", fez muito bem de ir pra algum lugar do norte onde as pessoas falam cantando.

Sobreo recado que vc me mandou: temos que assumir quem somos, com cachos, com uma pancinha...o importante é a gente ter tesão ne gente e na vida. Eu vivo tentando emagrecer mas não deixo de me curtir gordinha como sou, quero ser gorda quero ser magra, sou pura contradição. Quero ser todas e ser feliz acima de tudo! Muitos beijos!

Mago disse...

É aprendi isso ha algum tempo, algumas pessoas que não vejo mais por conta das dista^ncias geográficas, mas as distâncias mais dolorosas são as da alma, aquelas que por orgulho não são quebradas facilmente. Um grande bejo e tudo de bom!

Ana Paula Sampaio disse...

Que bom que ouviu seu coração-razão e fostes! =) Parece lindo aí e você parece feliz! beijos...

Suzi disse...

Adorável, isso, Mariah!
"Nas partidas e nas chegadas as pessoas se abraçam e se emocionam..." Nada melhor!