01 junho 2009

Choca-me saber que você já tem desejos e cheiros de mulher. Que você já tem sua cor predileta e não é a que eu escolhi para você. Choca-me ouvi-la dizendo, com intimidade, nomes de bandas que eu ignoro. Saber que você sonhas com príncipes e vampiros de fábulas juvenis. Choca-me saber que você já pode pentear e prender seus cachos sem minha ajuda. Que seus olhos estão perdendo o formato arredondado da infância. Fico feliz quando vejo que você ainda roe as unhas. Choca-me saber que você já mantem segredos e saudades. Que sua dor dói muito mais em mim. Coleciono, desesperada, seus desenhos na minha cabeceira sob vidro grosso, na tentativa desesperada de prender sua infância perto de mim.

9 comentários:

Estava Perdida no Mar disse...

É...ela está crescendo.
Q sorte poder acompanhar.

Jaqueline Lima disse...

o tempo é sempre um agente presente e insensível. ele leva a inocência e traz a dor da juventudo. depois nos transforma em adultos. e nos dá a preocupação de viver e a espera da velhice. Dizem que os filhos nascem pra voar. Bem que podiam apenas estar por perto...

beijo!

Mågø Mër£Îm disse...

é.. e o tempo se vai... e apenas o que te cabe... é ir indo junto com ele... beijo

Jana disse...

é o tempo que voaa...


beijos

Tata disse...

caramba.
entendi, e como.
até doeu.

Mila disse...

Isso deve ser duro para os pais, mas quando penso no quanto deve ser gostoso ver que os filhos crescem fazendo as coisas legais que aprendem com os pais, que crescem com pedaços deles estampados no corpo todo... Aí dá vontade de ser mãe. Poder ensinar para alguém alguma coisa boa e ver que o pequeno alguém é uma parte minha... Isso deve ser lindo.

du disse...

.lutar contra o tempo é inútil. mas insistimos na batalha porque é humano acreditar que em um ponto, o impossível oferece uma trégua e cede uma chance....

.abraço.

Juan Carlo Moravagine disse...

Como sempre seus textos me deixam perdidos e na maioria das vezes não sei o que comentar, naõ sei por que este último me fez lembrar da música (O mundo é um moinho) do Cartola.

até

Rico B. disse...

choca-me saber que nosso tempo é outro, diante de tantos tempos outros que nos rodeiam. e ainda assim tentamos fazer com que todos os relógios batam na mesma sincronia.