28 janeiro 2010

"...não acredito na alma humana. Nunca acreditei. Creio que as pessoas são como valises - cheias de certas coisas, levadas daqui para lá, deixadas em qualquer canto, jogadas fora, abandonadas, perdidas e achadas, de repente meio esvaziadas ou mais cheias do que nunca até que finalmente o Último Carregador as joga no Último Carregador as joga no Último Trem e lá se vão elas chacoalhando..."

Je ne parle pas français - Katherine Mansfield

10 comentários:

Tiburciana disse...

Bom dia ...
Ai se sou uma valise hoje to jogada e e vazia ...
Mas amanhã tudo mudará

Sil disse...

Concordo flor..

Somos constantemente jogados para lá e pra cá no meio das emoções da vida..

Bjs

Luna Sanchez disse...

Eu acredito na alma, acho que ela, a alma, é que desacredita de mim, de quando em vez...

Beijo, beijo.

ℓυηα

Juan Moravagine Carneiro disse...

Cheguei ao limite de minhas capacidades intelectuais. Percebo que poderei perdê-las a qualquer momento.

Além disso, perdi muita gente querida, amigos e parentes. Eu, que tive uma atividade de reflexão, estudo e ensino, rodeado de pessoas que amava, me vejo cada vez mais solitário. Quando vivemos uma crise assim, a sabedoria vai embora e perdemos o rumo de nossas reflexões.

De que valeram os 31 livros que publiquei?

O que sobra de tudo o que a gente aprendeu, num momento-limite?

Saí à procura de um tipo de sabedoria que me ajudasse a suportar a velhice e compreendê-la com serenidade.

Só encontro consolo quando recito baixinho, para mim mesmo, os poemas que sei de cor.

A repetição é uma forma arcáica de conhecimento, mas eficaz, quando se vive num momento de domínio da tecnologia e do consumismo. É repetindo esses poemas que aprendo coisas importantes sobre mim próprio.

(Cheguei ao limite)
Harold Bloom

Moonlight disse...

Querida,

Hoje sou uma "valise"
Amanha serei outra coisa melhor!:))
Gostei!

Bjinho cheio de luar

Ferdi disse...

Eu acredito na alma humana e nos olhos.

Por Ti Camélia disse...

Ela é o máximo Mansfield é ótima companhia. As vezes melhor que as manas e manos. Lota

Daniel disse...

Mariah, gostei demais da sua postagem. Um tanto pessimista, mas verdadeiro em muitas fases da nossa vida.

Daniel

Rafael disse...

Hum, faz algum sentido...
bjs

Carol Rodrigues disse...

Taí uma analogia que super faz sentido.
Tô precisando aliviar o peso da minha bagagem... ahh tô!