22 janeiro 2010

Sempre fui chorona, mas ultimamente tenho chorado ainda mais (será que demais?). Tenho chorado por tudo ou por quase tudo. Diz a lenda que tudo começou quando nasci e chorei. Talvez tudo tenha começado até antes, porque minha mãe também sempre chorou demais. Já lembro de ter chorado no meu aniversário de 5 anos. Prendi os dedos numa balança assassina que tínhamos no quintal. Talvez já tenha sido a idade começando a pesar. Chorei no meu último aniversário porque quase ninguém lembrou. Também chorei porque algumas pessoas muito especiais estavam comigo. Chorei pela morte de Macabéa. Choro por ter sempre o colo da amiga para chorar quando preciso.

Choro vendo os olhos da avó que talvez (levemente hipoteticamente remotamente...apenas talvez) não viva mais outros 90 anos. Choro quando vejo os olhos esverdeados e cansados do meu pai. Choro porque sei que minha mãe chora em segredo...seus olhos me dizem. Choro ainda (muito) pela amiga que partiu cedo demais. Choro quando percebo que quem, ontém mesmo, era uma imagem pouco nítida numa ultrassonografia em preto e branco, hoje já tem até número de celular e nem sempre (ou quase nunca) tem as mesmas opiniões que eu. Choro pelo filho que quase tive. Choro quando me assombra a imagem da irmã atravessando os portões de ferro. Choro ao lembrar da imagem da vó escolhendo feijão no avental. Do boné do avô. Choro de saudade do tio.

Choro nos depoimentos do final da novela. Em "Lar Doce Lar", "Extreme Makeover", "Troca de Famílias"..."Rei Leão"...propaganda do "Gelol" - "não basta ser pai, tem que participar".  Nas retrospectivas de final de ano. Chorei também (um milhão de vezes) no final de "Cinema Paradiso. Chorei em "Últimos passos de um homem", mais recentemente em "Duquesa". Também chorei com "Encantada". "Óleo de Lorenzo" e "Campeão". Chorei (eu e todo mundo) na retrospectiva da Madrinha e da Bebel. Com o "Curioso Caso de Benjamin Button".

Nos últimos dias tenho chorado "histéricamente" com qualquer imagem do Haiti (e ainda nem consegui descobrir a língua que se fala lá). Também por Angra dos Reis, Cunha, São Luis do Paraitinga, Jardim Pantanal. Chorei ao saber da doença da Hebe. Choro a morte de Zilda Arns sem nem conhecer direito sua obra. Chorei a morte de Airton Senna sem nunca ter visto uma corrida de fórmula Um. Choro no Hino Nacional. Choro ainda mais se for cantado pela Fafá. Choro ouvindo Zé cantando "Me leva" e Ricardo cantando "Taxista". Chorei quando vi Isabela dançar a valsa.

Choro quando penso nos momento que vivi no Brennand e no pôr-do-sol da Paraíba ao som de Ravel. Pensando nas águas lavando as ruas de Parati, na noite do "Porto Madero". Nas ruas estreitas e geladas de Utrecht. Na casinha azul de Piracaia. Choro por viver uma história de amor eterna e "real" com o amor da minha vida. Choro quando lembro que ele já me fez chorar. Porque sei que todos os dias me faz sorrir.

Chorei no final de "A Cabana" e de ódio por perder tempo com "Amanhecer". Choro ouvindo "Metade" do Oswaldo. Escutando "Marron" cantando "Loba" e "Elas" cantando Roberto. Choro em todos os Shows do Toquinho. Já chorei no Reveillon da Paulista.

Já chorei de dor de dente e de cotovelo. Também quando tive pedra na vesícula e meu amor cuidou de mim. Chorei porque ninguém da minha família me visitou. Chorei porque recebi um telegrama de "pronto restabelecimento".
Choro ver Maria dormir com seus cachos espalhados no travesseiro. Na formatura, na Feira de Ciências, no Projeto Cultural, na piscina, pisando na água do mar...quando cai um dente seu...pesquisando uma música no "Youtube". Choro quando vejo seus desenhos em baixo do vidro. Ao ouvir a mensagem que você deixou na caixa postal do meu celular e eu nunca apaguei.


Choro ao constatar que não tenho capacidade (ainda) (será?) de escrever um post que seja algo, intelectualmente, mais importante do que uma lista do que me faz chorar. Me desculpem, eu choro....choro e choro.

E com a TPM fica tudo bem pior....

10 comentários:

Menina Misteriosa disse...

Mariah,
E porque não chorar? Pra que guardar o sentimento?
Algumas lágrimas são de tristeza, outras de saudade, emoção, alegria. Não importa. O que vale é se permitir. E sentir. E colocar tudo isso pra fora.
Acho que é uma sensibilidade aflorada, intensa. Em alguns momentos, ela nos invade com mais força. Em outros, a sentimos de forma mais leve.
Não se culpe, Linda. Não evite.
E não ache que este seu texto é menos por falar sobre seu choro. É a expressão sincera de seus sentimentos... e nada supera isso!

Tenha um ótimo fds!
Beijos


http://meninamisteriosa.wordpress.com/
http://www.aceuabertodaboca.blogspot.com/

Por Ti Camélia disse...

acho que preisamos tomar uma vinhozinho, não? você puxou a sua mãe, filha! Eu adoro suas lista, me fazem RIR e isso é maravilhoso! beijo

Vivian disse...

...como é que se manda beijos
e afagos na alma,
quando nossos olhos estão
inundados de lágrimas?


...e você ainda se preocupa
em receber visitas?

tu és completa, minha linda!

tu tens a tí, e isso não tem preço!

obrigada sempre!

Juan Moravagine Carneiro disse...

Me fez lembra do começo da canção do Zeca Baleiro "Ando tão à flor da pele
Qualquer beijo de novela
Me faz chorar"!

Engraçado que no casamento do meu primo esses dias, eu sentado bem na mesa da frente....segurei com toda minha força as lágrimas...elas nao caíram...resisti até o final....pois "homens não choram"!?..rsrsr

Abraço

Ciça Lize disse...

Kkakakkaka... Amiga chorona me vi nesse post!!
Ultimamente tb tenho chorado até em comercial d emargarina! NÃO ASSISTO MAIS O Extreme Makeover PQ NESSE EU MORRO!!!Kkakak
Acho que faz bem chorar por amor, por boas emoções...Não seguro não abrooooo o bocão,rsrsrsr!!!

Ah mudando de assunto prepare mesmo o coraçaõe a paciencia para daqui um anos, rsrsrs...Pq essas meninas dão um trabalhoq vou te contar!!!


beijuuuuuuu amo muito tudo isso!!

Marcela Ohana disse...

eu tb choro com propaganda do gelol....

mas nao perdi meu tempo com amanhecer, por sinal gostei muito, lkkkkkkk

chorar faz bem, lava a alma e alivia.

Luna Sanchez disse...

Ah, que lindo, Mariah! Vi, aqui, tanta coisa que também me faz chorar...

Hoje, conversando com minha mãe, lembrei de um beijo que não dei, e choramos juntas.

* Parabéns pelo post, flor!

Beijo, beijo.

ℓυηα

cantinho she disse...

rsrsrsrs muito bom, viu?!
Mas...vc quer um lenço? rsrs
Tô brincando, Lindinha, é só pra descontrair...hehe amei o seu post!
Beijooo
She

Clarissa B. disse...

Menina, e eu que achei que chorasse muito... acho que descobri alguém que chora muito mais que eu...

Eu tenho uma facilidade muito grande pra me sensibilizar com aquilo que me afeta... não consigo conter as lágrimas... mas criei uma casca dura pras coisas que não me afetam diretamente, então por elas não choro mais...

Também choro por algumas bobagens que não me afetam... mas me emocionam... como algumas propagandas, músicas, filmes... e principalmente momentos....

Mas sabe o que acho disso tudo??? Quem chora acaba sofrendo menos e vivendo muito mais... porque se permite sentir, viver, sofrer, se recuperar e viver mais um pouco...

Agradeço sua visita a meu blog... a casa é nossa, sinta-se à vontade de voltar sempre que quiser...

Beijos...

Carol Rodrigues disse...

Que nem eu, que nem eu... ahhh caraca, eu chorei vendo BOLT. Sim, o desenho do super cão! Pense numa coisa dessas kkkk