18 janeiro 2010

você já imaginou chegar na sua casa, no fim de um dia de trabalho, e não encontrar a sua casa?
você já imaginou ver sua casa em escombros?
você já imaginou não poder ir se abrigar na casa de parentes e amigos porque a casa deles agora também não passa de um monte de entulho?
você já imaginou perder toda sua história?
você já imaginou ver o corpo do seu filho apodrecendo na rua?
você já imaginou milhares de corpos apodrecendo na rua?
você já imaginou uma praça com 50 mil pessoas pedindo água?
você já imaginou perder sua família sob uma montanha de concreto e ferro retorcido?
você já imaginou não saber nem por onde começar?
você já imaginou viver sem esperança?

11 comentários:

Monica Loureiro disse...

Nossa, a dor é tão profunda só de ver na televisão....
Cada vez me convenço que nós precisamos ser mais humildes e humanos, e compartilhar mais....Pensar em SER , e não somente em TER....

J.R disse...

Triste..

Sil disse...

É realmente triste saber desta quantidade de tristeza...

Por isto que eu digo que devemos sempre agradecer à Deus por tudo....

Bjs

Se7e/5 disse...

Como bem se sabe, muito do que parece não é, não é verdade?

Pois é, por isso e seguindo os temas delicados que a situação exige, o se7e/5 pretende abordar o problema da maneira mais séria possível. Sei que não é fácil e, para dizer a verdade, reconheço que é uma tarefa fodida e até muito perigosa mas, como dizia o "outro", alguém tem de a fazer. Não pense caro/a amigo que aqui o se7e/5 não ponderou , apenas, num assomo de desejo, partiu para a conquista e só porque a menina blogosfera estava com as perninhas bem escancaradas resolveu F..-la. Não, apenas enfrentar a "coisa" de frente sem medo do bicho nem da bicha ou bichona. Os temas devem ser tratados de maneira séria e responsável e não podemos (conto com vocês) deixar que a loucura invada as mentes mais desprevenidas. Nossos amigos e, principalmente as amigas, essas boazonas,devem ser protegidas do bicho papão, esse cabeção que tenta por todos os meios enfiar-se em tudo que lhe cheira a buraquinho acidoso. Tal como o nosso querido amigo e muito estimado J.W.Bush muito bam disse, "quem não está por nós, está contra nós". Aqui o se7e/5 diz que a esse W só lhe faltava o C, e deviam era empacotá-lo por trás e a seco, mas como isso não vem a propósito, e para finalisar que se faz tarde, quero deixar bem claro que não estou com ninguém e eu próprio estou contra mim e só por isso concordo comigo e tudo farei para que vocês, meus prezados amigos leitores, assumam a mesma atitude e vice-versa.

Luma Rosa disse...

Penso isto algumas vezes quando vejo moradores de rua, mas com o advento no Haiti, a compaixão que sinto por esses moradores de rua, se distraiu para este lado. Quisera que no mundo não existisse as tristezas, quisera que no mundo não houvesse tanta ganância e houvesse mais respeito pelo ser humano. Queira ou não, parece que descobriram o Haiti! País tão esquecido pelos países ricos! Você já pensou que este país esquecido, agora é palco da interação entre nações, que várias forças militares, antes oponentes, agora convivem em prol de uma comunidade? Quem sabe aos olhos de Deus, este não seja um marco na história da humanidade? O que eu poderia fazer era doar $$$ já fiz e agora é só rezar! Beijus,

Juan Moravagine Carneiro disse...

Sentados em uma sofá confortável ou cadeiro de couro assistimos tudo pela tv comendo algo ou bebendo algum suco natural...ou quem sabe pesquisando com afinco na internet noticias sobre tal fato...e depois desta ardua tarefa deitamos em nossas camas confortáveis e até conseguimos ter sonhos agradáveis...alguma coisa anda errada...Na maioria das vezes não percebermos que situações como essas são mais comuns no que pensamos se não por catastrofes naturais, mas sim sociais aonde no nosso dia a dia acontence todas essas situações citadas, porém nosso cabresto nao nos deixa perceber.

Quase Trinta disse...

Nunca imaginei e em uma atitude muito egoísta prefiro nunca imaginar!
Sou do grupo que pensa:isso nunca vai acontecer comigo ou com algum conhecido!
SEi que não é a maneira correta, mas é minha auto proteção.
Isso n quer dizer q n me sensibilize com o que acontece por aí e faça o que posso através de doações para amenizar tantas perdas.

Natália Corrêa disse...

E tem gente que nem imagina o tanto de gente que está passando por isso.

Maya disse...

Mariah,

E a gente assiste a tudo como se não passasse de um filme de mau gosto. A imagem é sempre uma coisa estranha, ao mesmo tempo que faz o falso parecer verdade, também faz com que a realidade se torna plástico, um momento congelado e dolorido na História.

vou ficando por aqui,

bjo

Menina Misteriosa disse...

A forma como se expressou foi impressionante.
A gente vê pela TV, lê nos jornais... mas não se imagina passando por isso. Achamos que nunca vai acontecer com a gente.
Bela forma de abrir nossos olhos, mostrar que o problema é maior, bem mais real e triste.

cantinho she disse...

Sensacional a forma que vc colocou as palavras e o problema assistido pelo mundo...realmente é tudo muito triste...bjooo