13 março 2010

"Ele telefonou na hora que disse que ia ligar, mas estava frio como um iglu. Você falava, falava, e ele quieto, monossilábico. Até que você o coloca contra a parede: "O que é que está havendo?" "Nada, tô na minha, só isso." "Só isso??? Aí tem.

Ele telefonou na hora que disse que ia ligar, mas estava exaltado demais. Não parava de tagarelar. Um entusiasmo fora do comum. Você pergunta à queima-roupa: "Que  alegria é essa?" "Ué, tô feliz, só isso." Só isso???? Aí tem.

Os tais sinais. Ansiedade fora de hora, mudez estranha, olhar perdido, mudança no jeito de se vestir, olheiras e bocejos de quem dormiu pouco à noite: aí tem. Somos doutoras em traduzir gestos, silêncios e atitudes incomuns. Se ele está calado demais, é porque está pensando na melhor maniera de nos dar uma má notícia. Se está esfuziante demais, é porque andou rolando novidades que você não está sabendo. Se ele está carinhoso demais, é porque não quer que você perceba que está com a cabeça em outra. Se manda flores, é porque está querendo que a gente facilite alguma coisa para ele. Se vai viajar com os amigos, é porque não nos ama mais. Se parou de fumar, é uma promessa que ele não contou para você. Enfim, o cara não pode respirar diferente que aí tem." (Marta Medeiros)

10 comentários:

Fernanda disse...

infelizmente é assim né...ah a mente feminina...

Old Bird disse...

puts.....
nem é assim, mas se aí tem , é pq tem.... não?!
mas a mudança é sempre boa, independentemente do que...
engraçado esse julgamento de que aí sempre tem....

Ferdi disse...

HAHAHAHAHA, mão sei se é de se rir ou lamentar.

Luna Sanchez disse...

Tenho pena deles.

:P

ℓυηα

Lucão disse...

hehehe
é exatamente assim. um raio-x da nossa situação rs
beijo, Maria querida!

Marcelo Mayer disse...

com certeza é pra rir. nada como desgraça

Eu sei que vou te amar disse...

Concordo em absoluto...quem entende as MULHERES!
Existe tanta coisa que nos confunde e outras que nos assustam!
Beijo doce

Suzi disse...

E ainda nos amam...
Benditos!

Dai disse...

E nem sempre é alguma coisa, né?!

As vezes um bocejo é só um bocejo, nada místico por trás...

beijo

Felipe A. Carriço disse...

Masta, por favor, continue... Só lendo-te para entender o un[in]verso feminino.