20 abril 2010

acordei pedindo que não chovesse
já que não choveu
pedi para as nuvens darem um tempo
e que o dia me desse um céu azul
tendo meu céu azul
pedi um solzinho
com o solzinho, uma temperatura amena
já que o céu estava azul e eu tinha meu solzinho
pedi uma graminha verde
e que a terra secasse para não molhar meus pés
já que tenho a graminha verde
quero agora uns canteirinhos com flores vermelhas...

a plenitude não existe
é apenas um objetivo que não existe...mas nos move!

11 comentários:

Marcelo Mayer disse...

e sim vem a fantasia. e de poemas, nos vem a frustração um pouco mais bela.

Lucão disse...

Sem dúvida, Mariah! É a busca da plenitude a coisa mais gostosa.
A plenitude mesmo deve ser uma coisinha velha e sem graça
:)

muito meigo. Gostei, querida.

Sac do Amor disse...

Odeio chuva e umidade eca.
E que venham flores!

bjus

Juan Moravagine Carneiro disse...

"...O apetite do ser humano não se contenta dentro de nenhum limite; deseja sempre ultrapassar o ponto em que se encontra..."

(Bocaccio)

Ale Danyluk disse...

Nós...mulheres e pessoas com um certo gene de insaciedade....
Fazer o que?
Mas tudo vale pra se ter um texto lindo como esse. As suas escolhas, suas palavras sempre surpreendem.

Beijoooooo
Ale

Sentimental ♥ disse...

nunca estamos satisfeitos né?

Ruby disse...

Muito lindo! Uma coisa puxa outra.

Daniel disse...

A verdade é que sempre queremos mais e mais e mais e mais e mais... nunca estamos completamente contentes com o que temos.
Beijo

Felipe A. Carriço disse...

Está é a busca eternal definitiva.

Menina Misteriosa disse...

Tão importante quanto o querer mais é aproveitar e valorizar o que se tem, né? [eu ainda estou tentando não errar...]

beijo!


http://meninamisteriosa.wordpress.com/
http://www.aceuabertodaboca.blogspot.com/

cantinho she disse...

hahaha nada existe à toa!
Muito bom, bjo, bjo! ;)