06 março 2007

Frestinha aberta

Despertador. Nescau Cereal. Secador, Chapinha. Porta da escola pontualmente. Sentada nesta mesa, até me sinto importante. Olho a porta azul bebê um tantinho aberta e pela frestinha desliza um pedacinho de sol da manhã. Essa imagem me emociona todo dia. Deliciosa rotina de quem segue a cartilha, sempre seguiu. A vida toda sendo atriz da sua própria história. Será que um dia me lançarei como escritora? No mínimo produtora vai? Será?

6 comentários:

Mariah só Mariah disse...

???

Morg disse...

que aconteceu ao migrar teve que colocar um novo lay? FICOU BACANA

não quero ser escritora da minha história, talvez uma atriz coadjuvatne já me baste!

desculpa pela falta de visitas ando assim meio quietinha, azeda talvez hehe

beijo flor

Suzi disse...

pedacinhos de céu azul, frestinhas de luz, pela porta, gotinhas de chuva escorrendo na janela.
coisas simples assim e emocionantes assim.

se não for escritora, seja pintora: "pinte seu paraíso e entre nele"!
;o)

Amber F. disse...

Produtora, diretora, roteirista e protagonista de nossa própria história. Ai, que trampo que é isso!

Alequites disse...

É mais um dia marcado por tudo que é corriqueiro...
Beijos*

Alequites disse...

É mais um dia marcado por tudo que é corriqueiro...
Beijos*