01 dezembro 2009

" Quando o amor é grande demais torna-se inútil: já não é mais aplicável, e nem a pessoa amada tem a capacidade de receber tanto. Fico perplexa como uma criança ao notar que mesmo no amor tem-se que ter bom senso e senso de medida. Ah, a vida dos sentimentos é extremamente burguesa." Clarice...

6 comentários:

Elaine Barnes disse...

Beleza! Me fez refletir. As vz a pessoa dá tanto amor porquê o tem e o "outro" não tem tanto para devolver. Por isso essa troca necessita do bom senso das partes. Quem tem muito não pode exigir de quem não tem e o que tem pouco tem que amar mais a si próprio. beijoca! rs...

Old Bird disse...

A vida dos entimentos é extremamente intagivel, penso eu......coisa mais complicada,extranha. Enfim

Sobre o que vc pediu pra explicar..ta ai.:
Blogger Mariah disse...

"EM BUSCA DE UM POETA...ATROPELADA POR UM SKATISTA. A VIDA REALMENTE PODE SER SURPREENDENTE MUITAS VEZES.

31 de Março de 2009 01:07"
lembrou?!!

bjuuus té mais

Paulo Tamburro disse...

que belíssimo texto, parabéns.

Mariah, estou lhe convidando para dar uma passadinha no meu blog. FOTOFALADA, pois tenho que tomar uma decisão muito difícil.

Lá você saberá doque se trata.

Um abração ,carioca!!!

Luma Rosa disse...

O ser humano coloca regras em tudo! Talvez para se sentir seguro e dizer ser dono da situação. Vai saber! (rs*) Beijus,

Eu sei que vou te amar disse...

Quanta verdade e audacia neste pequeno texto...mas como dizer ao coracao que existe limite para tudo?!
Um beijo doce

Suzi disse...

bom senso, senso de humor, senso de medida...
o amor é tão "sensual"...