17 dezembro 2009

O QUE NÃO DEVERIA SER NORMAL...
MAS ACABOU SE TORNANDO!

andar a 20 km por hora dentro da cidade
pagar para estudar
pagar para ir ao médico
pagar para andar na estrada
pagar para não roubarem meu carro
pagar para alguém ficar com meu dinheiro
proibir meu filho de usar pulseirinhas coloridas
proibir meu filho de brincar na rua
proibir meu filho de ter amigos
comprar CD pirata
comprar DVD pirata
comprar remédios pirata
dormir 4 horas por noite
beber 1 garrafa de vinho
não pisar na calçada do meu prédio
não saber o nome do meu vizinho
viver cercado de grades de proteção
ficar 1 semana sem ver meu pai
fechar todos os vidros do carro no semáforo
ter medo de crianças
o Jardim Romano estar cheio de água até hoje
ter medo da polícia
ter medo do futuro
doença do pânico
estress
gastrite
não poder se aposentar
não poder acreditar no país
ter grades nas janelas
leptospirose
dengue
AIDS
arma nuclear
bancar o esperto sempre
furar fila
acostumar com a tragédia
corromper
motoboy
perder amigos
amizade virtual
escrever sem trema
escrever sem letra maiúscula
escrever em ponto final
trabalhar 18 horas por dia
não brincar com meu filho
não estudar com meu filho
não conversar com meu filho
não repreender meu filho
ter 40 pares de sapato
não ter dinheiro na poupança
carnê de 60 folhas
hormônio na carne de frango
açucar no café!

9 comentários:

Érica disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Érica disse...

Eu digo sempre que a gente não se acostuma só com o que é bom,mas com o que é ruim também. E acaba que uma rotina cretina, se torna parte normal da nossa vida.

Eu sempre tento desconstruir sabe? Esse tipo de coisa. Faço o possível pra não me contaminar, dentro ou fora da proteção do lar. Odeio movimentos motorizados, condicionados.

Eu já tinha pensado sobre tudo isso, e tu colocou em palavras, e fez isso muito bem, sem esquecer nada.

Beijos

Dani disse...

Tudo mudou..putz!!!
mas a visista é para deixar....
Um super beijo, Feliz Natal e um Ótimo 2010 prá ti!!!!

Faxina

Marcelo Mayer disse...

enumeração do cotidiano. é o inferno de cada um de nós oq escreveu ai.

Ela disse...

E é assim pra todo mundo, essa merda.
Nem adianta, já nos acostumamos...

=/

Felipe A. Carriço disse...

Adorei suas observações.

Um dos problemas das coisas provisórias é que a maioria delas se tornam perpétuas.

Tadinhos dos motoboys... Rs!

Mågø Mër£Îm disse...

Eu ja não penso mais no que não fiz, ou no que errei... só tento acertar daqui por diante... remoer dói...

Adorei o texto! rs

HBMS disse...

muito bom =]

o ser humano se acostuma com tudo, ou quase tudo ...

Menina Misteriosa disse...

Arrasou!
Me identifiquei com vários... e percebi que, às vezes, nem reparo o que acontece... automatismo horrível!