13 fevereiro 2010

Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão. Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente bem-vindo, que se sente inteiro. Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que não existe assunto proibido, que tudo pode ser dito e compreendido. Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo. Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta.
Agora sente-se e escute: eu te amo não diz tudo.
Martha Medeiros

4 comentários:

Tia Augusta disse...

eu te amo não diz nada. eu gosto de vc pra CARALHO diz muito mais

Juan Moravagine Carneiro disse...

E é tão fácil dizer "eu te amo" mesmo que seja só da boca para fora! Costumo dizer que as pessoas mostram quem realmente são nas ações e fatos mais simples, mais cotidianos. Este trecho da Medeiros acredito falar exatamente disso.

Gosto quando Rimbaud ao tratar do amor diz que o mesmo precisa ser reiventado!

até

Ferdi disse...

Né? Isso me faz pensar em alguns poucos amigos meus.

Sentimental ♥ disse...

o q diz tudo são atitudes, o simples eu te amo na verdade não diz quase nada, já q pode ser dito da boca pra fora.
bjs