28 abril 2008

...para Isabela...

"A menininha atirada no minúsculo jardim de seu edifício, ainda viva, ficou ali por muito mais que três minutos.
Imagino sua alminha atônita e assombrada, no escuro.
Ainda presa ao corpo, ainda presente.
Na loucura que o caso provoca, porque ela poderia ser nossa criança sobre todas as coisas amada, o que mais me atormenta é a sua solidão.
Não a vi, em nenhum momento, abraçada, levada no colo por alguém desesperado que tentasse lhe devolver a vida que se esvaía, que a cobrisse de beijos, que a regasse de lágrimas, que a carregasse por aí gritando em agonia e pedindo ajuda.
O que teria feito a pobre mãe se estivesse presente. Estava ali deitada, a criança indefesa, como um bicho atropelado com o qual ninguém sabe o que fazer.
Na nossa sociedade, em que as sombras mais escuras do nosso lado animal andam vivas e ativas, lá ficou, por um tempo interminável, caída, quebrada, arrebentada, e viva, a menina quase morta.
Sozinha."
(Lya Luft)
Eu não conheci "Isabela", essa personagem sorridente que entrou nas nossas vidas nos últimos dias.
Eu não conheci "Isabela", mas conheço outras Isabelas...
Nos últimos dias, por duas vezes, chorei pela "Isabela" e por outras Isabelas.
Chorei quando, acidentalmente, vi um pequeno trecho da reconstituição do crime, que era incansávelmante transmitido pela TV.
Chorei quando li oque Lya Luft escreveu.

8 comentários:

Thaís disse...

Também chorei quando via reconstituição, abriu no meu estomago um buraco fundo e quente.
Foi triste, mais triste ainda porque acho que a menina não consegue descansar.

Bjo

Kelly Jessie disse...

Realmente, o que aconteceu com essa linda garotinha deixa a todos irados e desesperados, principalmente em se pensar que é quase inquestionável a culpa de tudo ser de alguem que provavelmente ela amava muito.

Mas outra coisa me deixa frustrada tbm. Não me entendam mal, acho ótimo todo o empenho que a polícia e a mídica estão dando ao caso. Mas porque? No Brasil milhares de crianças sofrem e morrem ou por fome, em filas de hospitais ou ainda vitimas de crimes violentos... mas pouco ouvimos falar. Será que esse caso em especial está tendo toda essa atenção pela violência e crueldade que o envolve ou por se tratar de uma família de classe média alta?

As crianças pobres, vitimas de violências e abusos não merece todo esse "CSI"? Será que se Isabella tivesse sido jogada de um prédio localizado em uma região periférica, teria toda essa atenção da polícia e da mídia? Ou estou errada em achar que crianças pobres devem ser tratadas como seres individuais e não como estatística?

Me perdoem se pareço insensível, não sou. Espero que tudo seja solucionado e os culpados devidamente punidos. Apenas me questiono sobre o porque outras crianças vitimas de crimes igualmente crueis(que nunca chegamos a saber) não são "aclamadas" exaustivamente pela mídia.

Kelly Jessie

ocasodoacaso disse...

1 mês amanhã em que permanecemos atônitos com tamanha falta de sensibilidade, de amor!
Rezo para que Deus acompanhe Isabela e tantas outras crianças que daqui já partiram nessa nova vida.
Que ela tenha sempre a luz daquele pequeno lindo sorriso.
Que ela tenha paz!

Clítia disse...

Pobre menina que continua na solidão sem poder descansar em paz.
bjs

Anônimo disse...

vamos chorar os nossos mortos e as nossas violencias diárias para com todos,...estamos todos enlouqecidos com essa história que nos agoniza, tira o sonos e nos pê a berlinda de nossos pensamentos. a Luf transbordou o copo. Acho que deveriam silenciar, deveriamos silenciar todos. Lota

Sandra disse...

Eu não tive coragem de assistir. Realmente é algo brutal, monstruoso. Certamente outros vieram ao seu socorro quando sua alma percebeu o que estava acontecendo, que estava indo para outro lugar... Era um anjinho, todas as crianças são. Espero que ela esteja em paz em algum lugar, recebendo muito carinho e consolo se ainda se lembrar de tudo que aconteceu...
bju,

Estava Perdida no Mar disse...

Eu chorei por ela tb, e me percebi quase chorando quando li este texto. Acho que talvez choraria por pena das pessoas que fizeram isso com ela. Quem não tem amor no coração, quem não sabe amar uma vida que Deus lhe deu de presente está naturalmente condenado a ser estrume. Não é gente. Nunca será. Eles sim...já estragaram a própria existência.

Pavón disse...

O sofrimento desta menina é motivo de choro, e tormento... dor que ela sentiu, que jamais saberemos o desespero que aqueles 3 longos minutos foram...
Dor que destrói nossos corações perante tamanha brutalidade...

Mas me pergunto...
O sensacionalismo feito em cima desta menina, não será brutalidade a mãe da menina, e a alma da mesma?

Beijo!