31 maio 2008

Cotidiano

"Qual é essa guerra que travamos, na evidência de nossa derrota? Manhã após manhã, já exaustos com todas essas batalhas que vêm, reconduzimos o pavor do cotidiano, esse corredor sem fim que, nas derradeiras horas, valerá como destino por ter sido tão longamente percorrido. Sim, meu anjo, eis o cotidiano: enfadonho, vazio e submerso em tristezas. As alamedas do inferno não são estranhas a isso; lá caímos um dia por termos ficado ali muito tempo. De um corredor às alamedas: então se dá a queda, sem choque nem surpresa. Cada dia reatamos com a tristeza do corredor e, passo após passo, executamos o caminho da nossa sombria danação." (A elegância do ouriço)

13 comentários:

Etc e tal disse...

Esse texto está com uma carinha dos Juan carlo, eu gostei, ele me inspira muito...

Bjus

du disse...

.é. o cotidiano não é um mar de rosas. nem festa disfarçada nem desgraça ininterrupta.

.o alívio é que vez ou outra sempre há um ponto brilhante entre alamedas e caminhos desvirtuados que iluminam nosso sorriso e fornecem o combustível para enfrentar o que nos espera no próximo passo.

.abraço.

Lorita disse...

Ai Pai, qto pessimismo e depressão em forma de palavras!
O cotidiano existe sim, mas é responsabilidade nossa de não o fazermos tão enfadonho.

bjm lindona

Juan Carlo Moravagin disse...

Sonho, medo e desespero

Kelly Jessie disse...

A vitória faz sorrir, a derrota faz chorar...mas no final tudo não passa de um momento.

K J

gustavo de castro disse...

lindo, moça, lindo. vc é uma talento, parab´nes, gustavo

Mr. Fart disse...

Lindo, mas o importante � fazer como Drummond, em "O Elefante": deixar o apego � frustra�o e proclamar, altissonante: "amanh� recome�o".
Grande abra�o!

Pedro Favaro disse...

"Sim, meu anjo, eis o cotidiano: enfadonho, vazio e submerso em tristezas"


O mais triste de tudo.

Jana disse...

Eu já disse que estou convencida de que preciso ler esse texto?

rs

beijo

Bianca Rieth disse...

O cotidiano mostra todas as suas facetas.

beijos

Vanessa disse...

depende de quem vive fazer seu cotidiano enfadonho ou não. Apesar das decepções, dos sonhos inatingidos eu ainda procuro fazer do meu um pouquinho melhor a cada dia...
Não posso mudar o mundo....mas posso aproveita-lo da melhor forma
beijo

Grazielle disse...

uau,
deu vontade de sair da minha rotina amanhã!

Pavón disse...

Sou o tipo de pessoa positiva, que sempre acredita que devemos levantar e seguir em frente, que podemos viver ao limite, encarar tudo com um sorriso e alegria...

Mas ao ler esse pequena trecho, me vejo nesse corredor, em que todas as partes estão fechadas, e a tristeza toma conta de tudo... quero me levantar, sair daqui e nao retornar, mas sei que outras escolhas nesse cotidiano me trarão para cá...

Beijos

PS.
Estou vivendo alguns dias sombrios
Saudades de nossas conversas...